Name Price24H (%)
Bitcoin (BTC)
$33,042.00
-3.50%
Ethereum (ETH)
$1,929.79
-4.05%
Bitcoin Cash (BCH)
$484.72
1.45%
Litecoin (LTC)
$131.33
0.36%
Bitcoin, Criptomoedas, Destaque

Fraude com Bitcoin é muito menor que no sistema financeiro

Ex-diretor da CIA aponta que atividade ilícita com Bitcoin e outras criptomoedas correspondem a menos de 1% do PIB mundial.

Michael Morell, ex-diretor da Agência de Inteligência dos Estados Unidos (CIA), publicou um estudo recentemente  no qual concluiu que as fraudes com Bitcoin e outras criptomoedas estão abaixo de 1% do PIB do planeta, e cada vez mais estão diminuindo; enquanto no sistema financeiro tradicional, os números são bem maiores, variando de 2% a 4% do PIB mundial.

A Forbes entendeu a publicação do ex-diretor da CIA como um voto de confiança significativo ao Bitcoin, pois se trata de uma pessoa notória nos Estados Unidos.

A pesquisa de Morell foi encomendada pelo Crypto Council for Innovation, formado recentemente por um grupo de lobistas integrantes da Coinbase, Fidelity e Square, com o objetivo de combater as críticas negativas sobre o Bitcoin e comprovar a segurança da moeda, que está longe de ser a mais usada em fraudes.

Michael compartilhou o estudo nesta semana em seu Twitter e disse esperar que a pesquisa “ajude a promover um diálogo transparente para garantir a manutenção da segurança nacional sem impedir a adoção de tecnologias potencialmente revolucionárias”.

“À luz das conclusões a que chegamos, por que vemos tais declarações e artigos alarmistas sobre a ameaça apresentada pelo Bitcoin? Existem várias razões. Em primeiro lugar, esta é uma nova tecnologia e é complicada de compreender — as pessoas costumam ter medo do que elas não entendem” (trecho do estudo).

Segundo a Forbes, o estudo de Morell é abrangente e alcançou a importante conclusão que “as amplas generalizações sobre o uso de Bitcoin em finanças ilícitas são significativamente exageradas”.

Todavia, antes da publicação, Michael afirmou ao jornal que o seu estudo poderia provocar uma grande repercussão geopolítica nos EUA e na China “se eles desperdiçarem energia e recursos perseguindo um fantasma em vez de alavancar blockchain e fintech de forma mais geral, para construir a base tecnológica e econômica do país”, ponderou Morell.

“Precisamos ter certeza de que opiniões equivocadas sobre o uso ilícito de Bitcoin não nos impeçam de avançarmos com as mudanças tecnológicas que vão nos permitir acompanhar o ritmo da China”.

O ex-diretor ainda revelou que não esperava chegar a essa conclusão quando iniciou seu estudo e confessou que sua premissa principal foram às declarações de Yellen e de Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu. Segundo Morell, o discurso delas se baseava em fatos, mas não tinham como provar o que estavam dizendo.

Entretanto, Morell descobriu justamente o oposto. Seus estudos comprovaram que o Bitcoin e as demais criptomoedas não eram um campo convidativo para fraudes e que havia muito menos atividades ilícitas nos criptoativos do que no sistema bancário tradicional.

Michael Morell visualizou que às atividades ilícitas com criptomoedas correspondem a menos de 1% do PIB do mundo. E o mais importante: os números estão caindo. Já no sistema financeiro tradicional, os números são muito maiores; de 2% a 4% do PIB mundial.

“Essas descobertas não devem surpreender quem já acompanha o mercado de criptomoedas há muito tempo, pois já viram essa narrativa antes, mas nunca foram refutadas tão diretamente por uma figura tão autoritária”, declarou a Forbes.

Morell afirmou que o Blockchain é uma importante ferramenta para dar segurança e combater qualquer tipo de fraude.

“A análise de blockchain é uma ferramenta altamente eficaz de combate ao crime e coleta de inteligência”.

A Forbes ainda acrescentou que não está claro se as grandes criptomoedas funcionarão em cima de blockchains e que, plataformas como Bitcoin e Ethereum provavelmente operem em ambientes mais controlados.

O jornal concluiu:

“Dito isso, há uma atração gravitacional natural em direção à globalização, que se presta à descentralização, então vale a pena considerar o ponto mais amplo de Morell. Não adianta ficar de olhos abertos se a cabeça está enfiada na areia”.

 

 

 

 

 

coinmag

Nós somos um portal de notícias especializado em trazer o que há de mais novo e relevante quando o assunto é cripto moedas. Nossos escritores são traders veteranos, empresários do setor e especialistas de TI que convivem com o mercado de crypto moedas em uma base diária. We are a news portal specialized in bringing to you the newest and most relevant about crypto currencies. Our writers are veteran traders, sector entrepreneurs and IT specialists that live with crypto currencies in a daily basis.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish